PROGRAMA POLOS DE CIDADANIA REALIZA CICLO DE DIÁLOGOS – 70 ANOS DA DECLARAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS Polos de Cidadania
Inicio > Notas de Cidadania > PROGRAMA POLOS DE CIDADANIA REALIZA CICLO DE DIÁLOGOS – 70 ANOS DA DECLARAÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS

Direitos de crianças e adolescentes e protagonismo juvenil são temas de evento realizado em Conceição do Mato Dentro.

Nos dias 02 e 03 de abril, segunda e terça-feira, aconteceu o primeiro Ciclo de Diálogos 70 anos da Declaração de Direitos Humanos, com o tema Direitos da Criança e do Adolescente. A atividade foi promovida pelo Programa Transdisciplinar Polos de Cidadania da UFMG, na Pastoral da Criança, em Conceição do Mato Dentro.

Durante os dois dias, as doutoras Márcia Parisi, gestora e coordenadora de Atenção à Saúde da Criança e do Adolescente de Belo Horizonte e Clarice Libânio, gestora cultural da ONG Favela é Isso Aí, também da capital mineira, conduziram as atividades.

Participaram do encontro membros do Conselho Tutelar, do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente – CMDCA, da Secretaria Municipal de Educação e Desenvolvimento Social, além de outros parceiros desta frente, inclusive, do município de Congonhas do Norte.

Além destes, estiveram presentes os responsáveis por projetos desenvolvidos em Conceição do Mato Dentro, jovens e professores vinculados aos trinta e seis projetos financiados pelo Programa de Apoio a Projetos da Região Central (PROAP CENTRAL), durante os três anos de atuação do Programa Transdisciplinar Polos de Cidadania na cidade.

Dra. Márcia Parisi

Na segunda-feira, Márcia Parisi compartilhou suas experiências como gestora municipal, provocando os participantes a refletir especialmente sobre as condições de acesso dos grupos de crianças e adolescentes usuários dos serviços públicos. Ressaltou em sua palestra a lacuna no atendimento ao adolescente, em especial, àqueles que cometeram algum tipo de ato infracional e que necessitam cumprir medidas socioeducativas, ressaltando o genocídio da juventude negra, comparando com a diminuição dos casos de mortalidade infantil do mesmo grupo/raça.

No segundo dia do encontro, Clarice Libânio trouxe experiências de sua atuação frente à ONG Favela é Isso Aí, que coordena há 14 anos em Belo Horizonte, com um trabalho de mapeamento e visibilidade da produção cultural de favelas e periferias. Clarice trouxe perspectivas do trabalho cultural em rede e possibilidades de continuidade dos projetos, até em então, apoiados pelo PROAP CENTRAL, de formação de novos parceiros e busca por outras fontes de financiamento.

Dra. Clarice Libânio.

O encontro teve apresentações dos estudantes do Projeto Conselho Musical, que desenvolve aulas de violão na Escola Estadual Mestre Sebastião Jorge, conduzida pelo jovem professor Pedro Sousa. Além da música, contou com a apresentação teatral “Ode a Carneiro”, com estudantes da Escola Municipal Amador Aguiar, sediada no distrito de Itacolomi e dirigida pelo professor Enrique Diana, conhecido como Riquinho.

A equipe Polos Conceição do Mato Dentro expôs o trabalho desenvolvido nas frentes Criança e Adolescente e Projetos ao longo dos quase três anos de atuação no município. Por fim, ponderou sobre os principais avanços e desafios dos dois segmentos e a necessidade de fortalecimento dos trabalhos voltados para o público em questão no município de Conceição do Mato Dentro.

Confira mais fotos do evento:

https://bit.ly/2H2JcWL

Seu email não será publicado. Campo obrigatório *

*

Translate »